Skip to main content

Nova modalidade de ioga pelado está atraindo as mulheres de todo o mundo! Entenda

Esqueça a meditação e todas as outras formas de relaxamento – a última tendência fitness que começou na Austrália é a pratica do ioga sem qualquer roupa e vergonha para mulheres.

A instrutora de ioga Rosie Rees realiza a aula de ioga sem roupa por todo o país, onde orienta até 30 mulheres por sessão.

Aos 30 anos, moradora em Perth, ela diz que suas oficinas são projetadas para inspirar mulheres de todas as formas e tamanhos a abraçarem seus corpos. Fonte dailymail.

Restaurar o equilíbrio espiritual sem roupas em uma sala cheia de desconhecidas  pode parecer muito estranho – mas Rosie insiste que a prática é muito terapêutica.

“Não se trata de fazer a posição de lótus pelada … trata-se de auto-aceitação, sair da zona de conforto e cultivar coragem”, disse ela ao Daily Mail Australia.

“Eu diria que é um catalisador. O ioga pelado é uma coisa em que é preciso coragem para fazer, mas essas mulheres se sentem muito confortáveis consigo próprias depois das minhas aulas”.

Segundo ela, a prática nua da ioga ajuda com o sono, melhora a vida sexual e aumenta a auto-estima.

“Muitas mulheres voltaram dizendo que começaram a dormir melhor, sentindo-se energizadas, e outras disseram que suas relações íntimas melhoraram porque agora estavam se conectando com o corpo delas”.

“As mulheres são muito rigorosas com si próprias, mas quando ela chegam aqui, aprendem a aceitar o seu corpo. Particularmente mães que tiveram filhos – pois seus corpos mudam tanto. É incrível para elas começaram a amar seus corpos até o fim da aula”.

“Há também mulheres em seus anos 60 e 70 anos abraçando seus corpos. Temos mulheres de todas as idades. Mulheres que querem tentar algo diferente, fazer mudanças em suas vidas”. 

As oficinas de ioga de Rosie Rees têm estado esgotadas nas cidades australianas de Sydney, Melbourne, Brisbane e Adelaide nos últimos três anos – e ela estará em turnê em fevereiro de 2018

As aulas de quatro horas são realizadas em uma sala escura, iluminada por velas e as entusiastas da ioga praticam vestidas em círculos antes de tirar seus quimonos e sarongs. Elas ficam sem roupa durante apenas um a hora.

“É um espaço muito sagrado”, disse Rosie.

“Não há posições comprometedoras. É uma ioga muito gentil. É um espaço seguro e íntimo para todas as mulheres. Muitas mulheres se sentem mais liberadas, selvagens e leves após a aula.

“Eu queria criar uma oficina de prática física para ajudar as mulheres a amar seus corpos. Não somos todos altos e magros com peitos grandes.

“A prática da ioga pelada faz com que as mulheres percebam como as mulheres reais se parecem – não as mulheres das revistas, mídia digital ou fotografia.

“91 por cento das mulheres odeiam seus corpos, então eu queria tirá-las de suas zonas de conforto, para que elas aprendessem a usar sua vulnerabilidade e aceitar seus corpos como são”

“A maioria das mulheres nunca viu outras mulheres nuas, exceto na pornografia. Normalmente, os corpos das mulheres messas mídias são exagerados – o ioga nu é sobre a normalização da nudez”.

A ideia surgiu em sua mente depois de uma sessão sem roupas em seu próprio quintal em 2014.

“A primeira vez que fiz ioga nua, me senti insegura e julgadora do meu próprio corpo. Eu me senti envergonhada, desconfortável e com vergonha”, lembrou.

“Mas quanto mais pratiquei, mais me senti confortável com a prática. Foi então que me dei conta do impacto que isso teria numa sessão de grupo”.

Há quatro anos, Rosie abandonou seu trabalho corporativo em recrutamento de finanças para lançar seu próprio estúdio de ioga.

“Eu me tornei uma pessoa mais feliz, mais calma e relaxada”, disse ela.

“O ioga ajudou todos os aspectos da minha vida. Abandonei os maus hábitos como beber e fumar”.

Ela explicou que as aulas são perfeitas para todas as mulheres de todas as idades – e cada sessão custa 120 dólares australianos (370 reais).

“Se você tem problemas de imagem corporal, essas aulas irão ajudá-la a supera esse desafios”, disse.

“As mulheres chegam nervosas e assustadas, porque não sabem o que esperar, mas depois de praticarem ioga nua, elas não querem voltar a vestir a roupa”.

error: Este site está protegido contra cópia.